Confederação Brasileira de Ginástica suspende por 30 dias atletas acusados de racismo

Durante suspensão, Arthur Nory Mariano, Fellipe Arakawa e Henrique Flores ficarão sem bolsas e incentivos financeiros

02/05/2015- São Paulo- SP, Brasil-  Copa Mundial de Ginástica no Ginasio do Ibirapuera. Angleo Assucao medalha de ouro no salto sobre o cavalo. Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas

As piadas de mau gosto contra o ginasta negro Ângelo Assumpção acabaram custando caro para os também atletas Arthur Nory Mariano, Fellipe Arakawa e Henrique Flores. A Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) anunciou na tarde desta quarta-feira que eles estarão afastados por 30 dias da seleção brasileira de ginástica artística.

De acordo com a resolução 001/2015 da confederação, o afastamento preventivo se dará a partir desta quinta-feira (21 de maio), por 30 dias ou até decisão final a respeito do vídeo publicado em uma rede social na última semana.

A CBG divulgou a seguinte nota:

“A Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), considerando (I) análise preliminar de fatos e relatórios e publicações em mídias e redes sociais envolvendo atletas da seleção nacional por questões disciplinares; (ii) encaminhamento do feito ao STJD da Ginástica, instância desportiva competente que funciona junto à entidade, na forma do art. 50 e ss da Lei 9615/98; (II) o disposto nos arts. 48 e seguintes da Lei 9615/98, arts. 30, parágrafo 2°., alíneas “j” e “u”, 47 a 59 do Estatuto da CBG; resolve: Afastar preventivamente da seleção nacional e eventos nacionais e internacionais, e suspender a concessão de bolsas e incentivos financeiros pelo prazo de 30 (trinta) dias, ou até decisão final sobre o caso pela CBG e STJD da Ginástica, os atletas da seleção de Ginástica Artística Masculina, Arthur Nory Oyakawa Mariano, Fellipe Arakawa Ferreira e Henrique Flores.”

Fonte: O Globo

Compartilhe

EXPLORE TAMBÉM

Voltar ao topo