Ativistas brasileiros e internacionais homenageiam Abdias Nascimento

By / 3 anos ago / Brasil / No Comments

Encontro ocorreu nesta segunda-feira (24/08), em audiência pública no Senado Federal. Entre os participantes, o escritor nigeriano Wole Soyinka, primeiro africano a receber o Nobel de Literatura; e o secretário executivo da Seppir, Giovanni Harvey

(Foto: Geraldo Magela / Agência Senado)

(Foto: Geraldo Magela / Agência Senado)

A publicação “Grandes Vultos: O Legado Vivo de Abdias Nascimento” foi tema de audiência públicarealizada nesta segunda-feira (24/08), no Senado Federal, em Brasília. Entre os participantes, o escritor nigeriano Wole Soyinka, primeiro africano a receber o Nobel de Literatura.

“Precisamos ter cuidado, porque nós sabemos que as forças da intolerância, do preconceito, da discriminação, ainda estão vivas e presentes na África.Todos os valores que deram dimensão para o passado e para o futuro na obra de Abdias estão ameaçados”,alertou o intelectual nigeriano. Segundo ele, grupos extremistas como o Estado Islâmico (ISIS) e o Boko Haram são uma ameaça à promoção da igualdade, principalmente no que diz respeito às religiões de matriz africana.

Além de Soyinka, estiveram presentes o secretário executivo da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Giovanni Harvey; Anani Dzidzienyo, professor da Brown University (EUA), pioneiro estudioso africano das relações raciais no Brasil; Elisa Larkin Nascimento, viúva de Abdias e representante do Instituto de Pesquisas e Estudos Afro Brasileiros (Ipeafro); e gestores da Fundação Cultural Palmares e do Ministério das Relações Exteriores (MRE).

Na ocasião, o secretário executivo da Seppir destacou aspectos relacionados à vida de Abdias Nascimento, entre eles, a influência do ativista no processo de formação política, e seus legados artístico e político-institucional. Harvey citou, ainda, ações do órgão de igualdade racial, como as que tem por objetivo reduzir as mortes de jovens negros.

Mediado pelo senador Paulo Paim (PT-RS), o evento também teve as presenças do deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ); Frei David Santos, diretor executivo da Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes (Educafro); Humberto Adami, presidente da Comissão Nacional de Escravidão Negra do Conselho Federal da OAB; o coordenador da Iniciativa Legislativa Popular pela Criação do Fundo da Igualdade Racial, Mário Theodoro; e José Vicente, reitor da Universidade Zumbi dos Palmares.

Luta contra o racismo

Abdias Nascimento (1914-2011) foi jornalista, militante do movimento negro, deputado federal pelo Rio de Janeiro e senador. Ícone da luta contra as desigualdades raciais no Brasil e no mundo, o ativista foi responsável por apresentarprojetos de lei definindo o racismo como crime, além de estimular ações afirmativas para construir a verdadeira igualdade para os negros na sociedade brasileira.

Fonte: Seppir

Daniel Ribeiro

22 anos, estudante de administração gestão pública.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked. *