Brasil e ONU apoiam agricultura familiar para combater a fome em Malauí e Moçambique

Oficina de troca de experiências do PAA África no Malauí pretende promover intercâmbio de conhecimentos sobre o potencial das compras locais para assistência alimentar.

Países africanos fronteiriços, Malauí e Moçambique, estreitarão seus laços no combate à fome e no incentivo à produção e compra de mercados locais. A oficina de troca de experiências entre os dois países visa promover a cooperação sul-sul e incentivar o intercâmbio entre os dois países sobre o potencial das compras locais para a assistência alimentar.

O evento, que acontecerá entre 4 e 8 de maio no Malauí, conta com o apoio da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), o Programa Mundial de Alimentos (PMA) e os governos do Brasil e Reino Unido e faz parte das atividades de trocas de conhecimentos promovidas pelo PAA África– em inglês Purchase from Africans for Africa –, uma iniciativa inovadora, de inspiração brasileira, que tem ajudado a aumentar a produtividade dos pequenos agricultores e ligá-los melhor aos mercados.

Moçambique e Malauí apresentam realidades, desafios e objetivos semelhantes no que se refere à concepção e implementação de programas de fomento de mercados institucionais, acredita-se que essa Oficina de Troca de Experiências  represente uma excelente oportunidade para o aprendizado mútuo.

Fonte: ONU Brasil

Compartilhe

Voltar ao topo