Cantora Monique Brito filma em Salvador seu primeiro clipe

Cantora residente em Campo Bom-RS escolheu Salvador para gravar seus dois primeiros clipes, que têm a direção do gaúho Luis Ferreirah

Cantora de Campo Bom filma seus primeiros clipes em Salvador. (Foto: Luis Ferreira/Divulgação)

Por Silvia Abreu

A cantora e compositora Monique Brito, que reside em Campo Bom, cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre-RS, escolheu Salvador, na Bahia, como cenário para as gravações de seus dois primeiros videoclipes, “Preto Amor” e “Filha do Sol”, que integram o projeto de seu primeiro single, que tem direção musical do músico e produtor Calil Souza Os dois clipes serão lançados simultaneamente nas plataformas digitais em fevereiro, em data a ser anunciada. A direção dos vídeos é do produtor audiovisual Luis Ferreirah, que escolheu Salvador por ser a cidade natal de Monique: a artista é filha de mãe baiana e pai gaúcho. As gravações começaram no dia 08 de janeiro e estão previstas para terminar no próximo dia 25.

“Do Mercado Modelo, às praias e ao Farol da Barra, tudo pulsa, e o sentimento que se depreende é um misto de angústia pesada com alegria em resistir”, comenta Luis Ferreirah. “Mas as ruas daqui são o que de fato cativam. E não falo somente das ruas da Cidade Alta/Pelourinho, mas, também, da Cidade Baixa. As pessoas e as ruas são uma só, sempre em movimento, sempre em busca de algo melhor para si e para os seus. Isso é Bahia. Por isso é tão única”, justifica o diretor. “Esses ambientes, que energeticamente vibram de forma bipolar, emprestem beleza e potência ao trabalho de Monique, cujas canções, viscerais, trazem o peso de sua ancestralidade. Não poderia haver outro cenário para esta locação”, complementa.

Sobre Monique Brito

Com um repertório de músicas autorais e versões de clássicos da MPB, a cantora Monique Brito vem se apresentando em importantes palcos do Rio Grande do Sul, deixando sua marca de inegável originalidade. Demonstrando domínio de seus recursos vocais, ela concilia tons agudos, médios e graves com profunda desenvoltura, provocando a imediata adesão da plateia. Além de cantar, ela compõe e arranja suas composições, além de se fazer acompanhar ao violão.

Cantora, compositora, violonista e professora de música, Monique Brito, nasceu na Bahia em 1996, mas reside em Campo Bom-RS, filha de mãe baiana e pai gaúcho. Aos oito anos ganhou o primeiro violão e desde então nunca mais parou. Na adolescência, veio a busca pela sua identidade, que seria algo muito além da estética vocal: o estreitamento da ligação afetiva com suas origens, enquanto mulher negra e nordestina. Na sonoridade de seu trabalho, traz referências de samba, soul, black music e ritmos de matriz africana. Em suas composições, Monique fala sobre identidade, pertencimento, negritude; exalta a afetividade, a ancestralidade e o amor. Enquanto ser em constante mudança, está sempre atenta aos seus processos internos.

Tem feito shows em eventos e casas de prestígio na Região Metropolitana de Porto Alegre. Em março de 2019 participou do Sofar Sounds POA e em outubro se apresentou na 37ª Feira Regional do Livro de Novo Hamburgo. Para 2020 está previsto o lançamento do seu primeiro CD, de forma independente.

Compartilhe

EXPLORE TAMBÉM

Voltar ao topo