Carol Dartora, 1ª vereadora negra de Curitiba, recebe ameaça de morte

A 1ª mulher negra eleita vereadora de Curitiba, Carol Dartora (PT), foi ameaçada de morte em uma mensagem enviada por e-mail.

Caroline Dartora será a primeira negra a ocupar uma cadeira de vereadora em Curitiba (Foto: Joka Madruga/Divulgação)

Por Mirian Villa, do Portal Paraná

Neste domingo, a 3ª candidata mais votada nas Eleições 2020 de Curitiba, que recebeu 8.874 votos, compartilhou a ameaça de morte em suas redes sociais.

O autor da mensagem, que foi assinada pelo nome de Ricardo Wagner Arouxa, diz morar no Rio de Janeiro. Ele explica que após adquirir uma arma, vai comprar uma passagem para Curitiba e tirar a vida da professora.

“Depois de meter uma bala na sua cara e matar qualquer um que estiver junto com você, vou meter uma bala na minha cabeça.” Em seguida, o autor faz outra ameaça, diz para Carol Dartora não avisar à polícia ou andar com seguranças porque “nada no mundo vai impedir” que ele cometa o homicídio.

O autor diz na mensagem que está desempregado, sua esposa com câncer de mama e que eles estão vivendo através do auxílio emergencial. “Enquanto você ganha um salário de vereadora apenas por ser uma mamaca”, diz o pseudônimo.

Imagem

Outra Vereadora recebe ameaça de morte

Duda Salabert, vereadora mais votada nas eleições deste ano em Belo Horizonte, também recebeu ameaça de morte nesta semana.

O texto, com trechos parecidos com a ameaça de morte recebida por Carol Dartora, também foi enviado por e-mail. Porém, desta vez, o autor -que utilizou o mesmo nome da denuncia anterior- jurou invadir o colégio privado que Salabert é professora há 12 anos para “matar todos os negros e vadias”.

“Ontem recebi esse e-mail. E pior: o grupo odioso enviou esse mesmo e-mail para a escola em que trabalho e para os donos e para a direção da escola”, explicou Duda.

Compartilhe

Voltar ao topo