Concerto especial da Ospa e Noite dos museus também estão na programação desta semana

By / 4 meses ago / Diversão / No Comments

A palestrante Francisca Dias (Preta), é a Rainha Ginga do maçambique de Osório RS, presidenta da Associação Religiosa e Cultural Maçambique de Osório.(Foto: ZH/Divulgação)

Quem passar pelos espaços expositivos, na sexta-feira, pode conferir o seminário “Palavras de mulheres quilombolas gaúchas”, no auditório do MARGS, com a mediação do antropólogo Iosvaldyr Carvalho Bittencourt Junior. No encontro, duas reconhecidas lideranças femininas quilombolas vão relatar as experiências coletivas em suas comunidades e o significado social, cultural, religioso e político do movimento quilombola no Brasil contemporâneo. Francisca Dias, da comunidade quilombola de Morro Alto, Rainha Ginga e atual presidenta da Associação Religiosa e Cultural Maçambique, Osório, RS, representa as comunidades quilombolas do Litoral Norte; e Maria Leci Vieira Vaqueiro, presidenta da Associação Quilombola de Ibicuí da Armada, RS, representa as comunidades da Fronteira Sul do Estado. Em seguida, a palestra “Tempo: escravidão ou liberdade”, de Fabiano Camilo, filósofo da Organização Internacional Nova Acrópole, questiona como administrar o tempo na atual sociedade.

No sábado o público confere, na praça dos Cofres, o grupo “Carlos Badia & Grupo – 0+2”. Fazem parte do grupo, além de Carlos Badia (violão e voz); Sandro Bonato (bateria), Lucas Esvael (baixo), Cristian Sperandir (piano e teclados) e o convidado especial Jefferson Marx (guitarra).

O ciclo de documentários no Santander Cultural tem em seu último dia de programação (domingo), uma performance artístico-religiosa: Akasan, com Perla Santos e uma mesa de debate sobre intolerância racial, políticas públicas e religiões de matriz africana. Os convidados são: Maria Cristina dos Santos (CEDRAB-RS), Vanda Machado (RENAFRO) e o procurador Jorge Terra (Comissão de Direitos Humanos da Procuradoria Geral do Estado do RS); a mediação será feita pelo professor José Rivair Macedo.

Também no domingo, a tenda montada em frente ao Memorial do RS será palco, às 11h da apresentação da Fanfarra do 3º Regimento de Cavalaria de Guardas sob a regência do Tenente Braga. Às 12h acontece o “Desvios em trânsito”, um projeto de intervenção urbana da Cia Rústica de Teatro, com ações performativas que se integram ao movimento urbano. A cada intervenção, durante sessenta minutos, os atores se deslocam em um território determinado desenvolvendo ações simultâneas. Já às 14h começa a apresentação do grupo: “As Batucas”, uma orquestra de bateria e percussão feminina, um dos primeiros grupos de estudos nesta área exclusivamente para mulheres que surgiu em Porto Alegre. Participando ativamente da efervescente cena de ritmos e batucada, é comandada pelos mestres Biba Meira e Vini Silva. Às 15h o Coral Anchieta apresenta-se, sob a regência de Elisabeth Kolbetz.

Além desta programação, mais dois eventos integram as Atividades Paralelas da Bienal esta semana: No dia 18, sexta-feira, às 20h30, a OSPA dedica à 11º Bienal de Artes Visuais do Mercosul, o concerto “Celebrando a Arte”, no salão de atos da UFRGS. A regência é do maestro Antônio Carlos Borges-Cunha.  No dia 19, sábado, acontece a noite dos museus.

Financiamento: Ministério da Cultura e Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer.

Patrocínio master: Santander

Patrocínio Oleoplan

Programa Educativo: realização SESC Fecomércio RS

Apoios: Lebes, Renner, Zaffari, Pompéia, Josapar, Unimed, Unicred, Agibank, Banrisul, Panvel, Icatu,

Dufrio e SLC

Apoios institucionais: Prefeitura de Pelotas, Aliança Francesa, MARGS, Memorial RS, Igreja Nossa

Senhora das Dores e Museu Hipólito José da Costa

Atividades paralelas da 11ª  Bienal do Mercosul: 

Sextas de seminários (programação detalhada em anexo)- 18 de maio:

Auditório do MARGS

16h: “Palavras de mulheres quilombolas gaúchas”com Francisca Dias da comunidade quilombola de Morro Alto, Rainha Ginga e atual presidenta da Associação Religiosa e Cultural Maçambique, Osório, RS, representa as comunidades quilombolas do Litoral Norte; e Maria Leci Vieira Vaqueiro, presidenta da Associação Quilombola de Ibicuí da Armada, RS.

18h: “Tempo: escravidão ou liberdade”; com Fabiano Camilo, Nova Acrópole

Sábados de música- 19 de maio

Praça dos Cofres

17h: Carlos Badia & Grupo – 0+2  

Domingos de Criação- 20 de maio

Em frente ao Memorial do RS, Praça da Alfândega

11h: Apresentação da Fanfarra do 3º Regimento de Cavalaria de Guardas regência do Tenente Braga,

12h: “Desvios em trânsito”, Cia Rústica de Teatro

14h: “As Batucas”

15h:  Coral FECORS apresenta: o Coral Anchieta sob a regência de Elisabeth Kolbetz.

“Sagrados Africanos no Sul do Brasil”- 20 de maio

Sala Leste do Santander Cultural

16h: Performance artístico-religiosa – Akasan, com Perla Santos

Mesa de debate: Intolerância racial, políticas públicas e religiões de matriz africana.

Composição: José Rivair Macedo (mediação); Maria Cristina dos Santos; Jorge Terra; Vanda Machado

“Concerto Celebrando a arte”- OSPA NA 11ª Bienal do Mercosul (material detalhado em anexo)

Quando: 18 de maio, às 20h30

Onde: Salão de atos UFRGS, Av. Paulo Gama, 110 – Bom Fim (vendas pelo site da OSPA ou no local)

Noite dos Museus – 19 de maio 

Praça da Alfânda

Daniel Ribeiro

22 anos, estudante de administração gestão pública.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked. *