É fundada a Frente Nacional Antirracista: ‘sem preto, não tem desenvolvimento’

Frente pretende construir pautas econômicas, culturais e sociais antirracistas e defender a importância da existência de Comitês Externos e Independentes junto as empresas. (Foto: Divulgação)

Por Rede Disparada

Amanhã será lançada a Carta de Princípios da Frente Nacional Antirracista, cujo lema será “Sem preto, não tem desenvolvimento”.

Frente Nacional Antirracista criará interlocução com o setor público, organizações empresariais e sindicais e 100 das maiores empresas do Brasil com reivindicações de combate à discriminação racial.

A ideia é defender a criação de Comitês Antidiscriminatórios Externos e Independentes que possam debater, organizar, implementar e fiscalizar mudanças pertinentes a uma agenda antirracista.

A Frente Nacional Antirracista, fundada no último sábado (01/12), e que tem como objetivos o combate ao racismo estrutural e institucional e a promoção da participação ampla no debate econômico brasileiro, pretende abrir interlocução com o setor público, entidades empresariais e sindicais e com 100 das maiores empresas brasileiras (neste primeiro momento). Os contatos terão início na próxima segunda- feira, dia 7 de dezembro, em que serão apresentados os princípios e as diretrizes contidos em seu manifesto de criação.

O intuito é construir pautas econômicas, culturais e sociais antirracistas e defender a importância da existência de Comitês Externos e Independentes nestas organizações, que estejam focados em orientar inciativas, implementar e fiscalizar a execução das agendas propostas pelo Coletivo. Segundo o manifesto da Frente Nacional Antirracista “discussões sobre desigualdade, tributação, politica industrial, meio-ambiente, política salarial, política agrária e urbana, empreendedorismo e tecnologia só ganham sentido quando se considera que o Brasil é composto por uma maioria de pessoas negras, que são historicamente desrespeitadas, ganham os piores salários e são vitimadas pela violência urbana e rural.

O grupo entende que uma resposta dentro do prazo de 20 dias das entidades públicas e privadas e das primeiras 100 empresas acionadas, sinalizará à sociedade interesse por parte das lideranças empresariais por uma mudança na economia brasileira e um real compromisso com o desenvolvimento econômico que leve em consideração as demandas do povo brasileiro.

Além destas 100 primeiras empresas, o objetivo é que as demandas da Frente Nacional Antirracista – que reúne mais de 600 organizações dos mais diversos movimentos sociais como Educafro, Frente Favela Brasil, UNEGRO, Quilombação e Instituto Luiz Gama, dentre outras – sejam apresentadas também para os Presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado, o Presidente do Supremo Tribunal Federal, às associações empresariais (como FIESP), à Diretoria da Bolsa de Valores de São Paulo e às principais Centrais Sindicais do Brasil.

As primeiras 100 empresas a serem convidadas para esta interlocução serão:
1. Adidas
2. Amazon
3. Ambev
4. Apple
5. Arezzo
6. Avianca
7. Avon
8. Azul
9. B2W Digital
10. Banco do Brasil
11. Banrisul
12. BASF
13. Bayer
14. BM&F Bovespa
15. Bradesco
16. Braskem
17. BRF
18. BTG Pactual
19. Bunge
20. C&A
21. Pão de Açúcar
22. Cacau Show
23. Caixa Econômica Federal
24. Cargill
25. Casas Bahia
26. Caterpillar
27. Cielo
28. Claro
29. Coca Cola
30. CSN
31. Eletrobras
32. Embraer
33. Enel
34. Extra
35. Facebook
36. Fiat
37. Fleury
38. Ford
39. General Eletric
40. Gerdau
41. Gol
42. Google
43. GPA
44. Grupo Abril
45. Grupo Boticário
46. Grupo Guararapes
47. Habib’s
48. Heineken
49. Hering
50. Honda
51. HP
52. IBM
53. iFood
54. Ipiranga
55. Itaú Unibanco
56. JBS
57. Johnson & Johnson
58. Kalunga
59. Klabin
60. Latam
61. Lenovo
62. LinkedIn
63. Lojas Americanas
64. Marfrig Global Foods
65. McDonald’s
66. Mercado Livre
67. Mercedes Benz
68. Microsoft
69. Mondelez
70. Natura
71. Nestlé
72. Netflix
73. Nextel
74. Nubank
75. Oderbrecht
76. Oi
77. P&G
78. Pepsico
79. Petrobras
80. Porto Seguro
81. Raia Drogasil
82. Renner
83. Samsung
84. Santander
85. Siemens
86. Souza Cruz
87. Tigre
88. TIM
89. Toyota
90. Tramontina
91. Twitter
92. Ultrapar
93. Unilever
94. Usiminas
95. Vale
96. Via Varejo
97. Vivo
98. Volkswagen
99. Walmart
100. Youtube

Compartilhe

EXPLORE TAMBÉM

Voltar ao topo