Empreendedores do sul de SC realizam reunião de planejamento para 2019

By / 4 semanas ago / Economia / No Comments

Reunião de Tubarão – trouxe expectativas de avanços e crescimento da Afroem na região sul estado. (Foto: Divulgação)

Da Redação

Iniciando as atividades empresariais de 2019, a rede Afroem – Rede Sul-Catarinense de Afroempreendedorismo coordenada por Ivan Ribeiro e Clóvis Rodrigues dos Santos realizou, no dia 14/02, na sede social do Clube União  Operária, em Criciúma SC, sua primeira reunião de planejamento. Com a presença de vários associados foram deliberadas as ações para o calendário anual da entidade, dentre elas a realização, no dia 11/05, de um evento promocional de gastronomia [paella], para levantamento de fundos que serão destinados à impressão de material gráfico da Rede e também a agilização  do convênio com o SISERP – Sindicato dos Funcionários Públicos da Região de Criciúma, com vistas à  construção da página eletrônica  da Afroem que permitirá a sua expansão junto aos sindicalizados e nas redes sociais. 

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é IMG-20190219-WA0015-1170x668.jpg

Reunião em Criciúma  – com a meta de cooperação, apoio mútuo e resistência, a rede de empreendedores busca expansão de mercado. (Foto: Divulgação
)

Dando continuidade a essa mobilização, dia 16/02, na cidade de Tubarão, foi realizada outra reunião nas dependências do COPIRT – Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial de Tubarão com a presença de 25 integrantes dos núcleos de Tubarão, Laguna, Capivari e Criciúma, contando com a presença de Alaíde Emília Cardoso Corrêa – Dinha, fundadora do MOCNETU –  Movimento de Consciência Negra de Tubarão, e do ex-vereador Maurício da Silva, atual Secretário de Educação do Município de Tubarão. No encontro foram encaminhadas várias questões para a fortificação e construção da Rede nos municípios que passaram a realizar reuniões mensais com o apoio da Copirt, tendo como meta, além de reunir iniciativas de negócios, também fomentar  estratégias de aproximar negras e negros empreendedores e despertar entre a comunidade e a sociedade a busca por uma economia inovadora, solidária, com cooperação e autogestão.

Nosso desenvolvimento deverá estar conectado com os princípios africanos de Ubuntu – “Eu sou porque nós somos”, ou seja, ter sempre em mente que um negócio só é bem sucedido quando toda a cadeia ganha! Esta será a linha que vamos impulsionar a fim de superarmos o momento político e econômico que o Brasil enfrenta, com as atuais políticas sociais supressoras e impopulares, explica o coordenador Ivan Ribeiro reafirmando o sucesso das ações realizadas.

Daniel Ribeiro

22 anos, estudante de administração gestão pública.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked. *