Encontro do FPEDER-PR de educação e diversidade étnico-racial avança no incentivo da regulamentação e formação de educadores populares sociais

By / 3 meses ago / Geral / No Comments

WhatsApp Image 2017-08-20 at 21.26.31Professor Paulo comera a criação do primeiro curso superior de formação de Educadores Populares Sociais no Brasil. (Foto: Divulgação) 

Da Redação

O XIV Encontro do Fórum Permanente de Educadores e Diversidade Étnico-racial do Paraná – FPEDER, com o tema: “A Reconquista de Direitos à partir de uma Educação Cidadã”, foi realizado de 10 a 12 de agosto de 2017, no Campus Sede Unipar Umuarama, na cidade de Umuarama PR. As reflexões do encontro foram compartilhadas a partir da linha temática priorizada pelo XIV encontro que avaliou os avanços, os limites, as dificuldades e as perspectivas que [A conquista de direitos à partir de uma educação cidadã] pode propiciar à educação e aos diferentes grupos étnicos e raciais.

Para o professor José Pucci, coordedor do FPEDER, destaca que saímos do encontro com uma deliberação central que é a mobilização da categoria dos educadores (as) sociais à lutarem por nossa regulamentação profissional proposto pelo PLS nº 328/2015 e consolidarmos o Curso de formação Superior para os Educadores (as) Sociais em universidades privadas, no qual, o projeto do curso superior de tecnólogo educador (a) social está sendo implantado em iniciativa pioneira do Grupo Uninter PR, projeto elaborado pelo professor Dorival da Costa, coordenador do curso de serviço social do Grupo em parceria com o FESPE/PR. E que também irá incentivar a implantação nas universidades públicas estaduais e federais em todo o Brasil. Nós entendemos que isso consolidará a profissão dos educadores sociais no país, enfatiza José.

O fórum é uma instância de interlocução entre a sociedade e o Estado e visa acompanhar, propor e debater as políticas para a Educação, voltadas ao ensino da História e Cultura afro-brasileira, africana e indígena. O evento foi organizado pelo FPEDER/-PR, e contou com o apoio: ACNAP, IPAD Brasil, Centro Cultural Humaitá, Rede Mulheres Negras – PR, Unegro, UEM, APP Sindicato, Coletivo Zumbi e Dandara, CUT, UNIPAR, SEED, NRE Umuarama, Secretaria de Educação de Umuarama, IFPR – Instituto Federal do Paraná.

Daniel Ribeiro

22 anos, estudante de administração gestão pública.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked. *