Escritor cubano Carlos Moore é um dos nomes da Feira do Livro de Canoas

By / 3 meses ago / Cultura / No Comments

escritor-cubano

Do O Timoneiro

Carlos Moore estará presente na Feira do Livro de Canoas deste ano, que acontece de 24 de junho a 8 de julho, na Praça da Bandeira. Com uma história de dar inveja a roteiristas de filmes e novelas mais dramáticos, o escritor cubano coleciona muito mais do que obras publicadas, mas fatos emocionantes que narram sua própria trajetória e inspiram sua escrita apaixonada. Na prática, recordações dolorosas; no papel, grandes enredos que costuram capítulos da história negra mundial.

Prestes a completar 74 anos, o ativista dedicou quase a vida inteira para registrar a cultura negra e denunciar injustiças como o racismo. Em sua autobiografia, lançada no Brasil em 2015 e intitulada “Pichón – minha vida e a revolução cubana (Nandyala)”, ele cita assassinatos de imigrantes negros em Cuba antes nunca revelados e descreve a brutalidade com que era tratado pela própria mãe.

Nos primeiros anos de sua vida, o dissidente cubano já tinha experimentado a violência, a fome e o desejo profundo de deixar de ser negro. Mais do que isso: aos vinte e poucos anos, Moore já havia mergulhado na luta pelos direitos civis e sido condenado a quatro meses de trabalho forçado. Sua história, que se mistura à vida de personagens icônicos do século XX, cruzou as Américas e chegou até o Brasil, onde vive desde 1998, em Salvador. O autor, que em seus relatos passeia por cenários musicais como o folk e o hip-hop, estará na Feira do Livro de Canoas no dia 3 de julho, às 19h30.

Daniel Ribeiro

22 anos, estudante de administração gestão pública.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked. *