Exu mostrou sua força na maior Feira de Livros do Brasil

By / 1 mês ago / Geral / No Comments

Por Hédio Silva Jr.*

No mesmo dia 9 de agosto em que o Supremo Tribunal Federal julgava um recurso sobre abate religioso, a maior feira de livros do Brasil, a Bienal do Livro de São Paulo, dobrava-se aos poderes de Exu. Sediada no Anhembi, a Bienal do Livro investiu 32 milhões de reais, reuniu 300 escritores nacionais e estrangeiros e foi visitada por 700 mil pessoas, das quais 100 mil alunos e 15 mil escolas agendadas.

Nesse grandioso cenário, palco do conhecimento, da literatura e da cultura, Exu surpreendeu a todos com uma demonstração de força e poder: o livro “Exu não é diabo”, de *Alexandre Cumino*, foi um dos mais vendidos da Bienal e foi o campeão de vendas da Editora Madras.

Neto de negros, casado com uma mulher negra e Sacerdote Umbandista, Alexandre Cumino é um afrodescendente que alcançou sucesso como escritor, formador de opinião e incansável guerreiro da luta contra a intolerância religiosa.

Há alguns anos atrás um livro com esse título sequer entraria na Bienal, dominada historicamente pela elite dos escritores e pensadores brasileiros e estrangeiros.

Mas eis que Exu, Orixá da comunicação, resolveu lembrar-nos que o conhecimento é sim uma importante arma na luta pela afirmação e empoderamento das religiões afro-brasileiras.

A impressionante aceitação do livro de Cumino é mais do que um feito literário e cultural: é um ato revolucionário, que rompe com a ideia de que nossa religião deve permanecer nas margens da sociedade.

Uma religião com a história de resistência do Candomblé e da Umbanda deve estar no centro das atenções, nos holofotes da sociedade, da literatura, do Judiciário e do Executivo, e não somente na culinária, na música e no cotidiano.

Na condição de escritor e formador de opinião, Cumino travou na Bienal a mesma batalha que o Povo de Axé travou nas ruas do país e na Praça dos Três Poderes no dia 9 de agosto: a luta por respeito e pela dignidade das religiões afro-brasileiras.

No próximo dia 28 de agosto, às 19 h., o livro “Exu não é diabo” será lançado na imponente Livraria Cultura do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, n. 2073.

Todos(as) devemos colaborar para que esse lançamento seja mais uma demonstração de poder e força das nossas divindades, da nossa cultura e do nosso povo.

*Hédio Silva Jr., Doutor e Mestre em direito pela PUC-SP, ex-Secretário da Justiça do estado de São Paulo, é Advogado das Religiões Afro- brasileiras no Supremo Tribunal Federal.

Daniel Ribeiro

22 anos, estudante de administração gestão pública.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked. *