Inscrições para curso de ‘Cinema Documental Odilon Lopez’

Capacitação é direcionada para jovens negros de periferias do Rio Grande do Sul

Cineasta e jornalista Odilon Lopez. (Foto: Reprodução)

Por Thaís Silveira

O coletivo Macumba LAB e a Reina Produções promovem, de 1° de fevereiro a 6 de abril, o curso ‘Cinema Documental Odilon Lopez’. As aulas, gratuitas, e on-line, dedicam-se a pessoas jovens negras de periferias do Rio Grande do Sul. Para participar, os interessados devem se inscrever pelo site do coletivo até esta terça-feira, 26, ou até completarem as 70 vagas.

Nos encontros noturnos serão abordados temas como história afrocentrada do Cinema, roteiro, produção, direção e edição de documentário. Ao final da capacitação,  os alunos realizarão um minidocumentário autoral. Além das vagas gratuitas, o curso disponibilizará 20 bolsas de estudos, com auxílio de R$600 e acesso à internet.

“A possibilidade em proporcionar uma ação formativa com este contexto contribui com a democratização do audiovisual no Estado, amplia oportunidades para novos talentos e de narrativas com mais representatividade. Também promovemos assim o resgate e a preservação da história e cultura afro-brasileira em ambientes educativos, como prevê a Lei 10.639/03, por exemplo. Esta iniciativa é um marco para o Rio Grande do Sul “, ressalta  Mariani Ferreira, uma das fundadoras do coletivo Macumba LAB.

A iniciativa é a primeira parte do projeto ‘Odilon Lopez – 50 Anos’, que resgata o legado do cineasta que produziu o primeiro filme de narrativa e linguagem urbana realizado no Rio Grande do Sul, ‘Um É Pouco, Dois É Bom’. A obra também foi o segundo longa dirigido por um homem negro no País. Jornalista, Odilon também foi um dos fundadores da TVE-RS. 

Na segunda parte, em fevereiro, será produzido um curta-documentário sobre a vida e obra do diretor. Com a participação de fontes ligadas à família do cineasta, além de pesquisadores e personalidades do cinema gaúcho, o filme será gravado  e produzido inteiramente por profissionais negros e negras do cinema do Estado. A exibição do material ocorrerá em instituições de ensino.

O projeto foi contemplado pela lei Aldir Blanc de incentivo às produções culturais (Lei federal nº 14.017/2020) e integra as celebrações de 50 anos de lançamento do filme dirigido por Odilon.

Compartilhe

Voltar ao topo