O Carnaval fica orfão de um de seus baluartes, morre Adolfo Giró

By / 3 meses ago / Diversão / No Comments

Foto: André Gomes/ Liespa

Por Fatima R. Oliveira, da Liespa

O carnaval perdeu na  manhã desta sexta-feira, 25 de janeiro,  um dos mais apaixonados nomes da cultura popular, faleceu aos 87 anos, no Instituto de Cardiologia, o gigante ADOLFO GIRÓ,  fundador e ex-presidente e presidente de honra do Embaixadores do Ritmo,  segundo informações ele estava hospitalizado no Instituto de Cardiologia há uma semana, por complicações cardiacas, devido a um infarto sofrido.

O presidente da Liespa Juarez Gutierres de Souza,  lamenta profundamente  a passagem deste icone, que ecreveu com letras de ouro sua história no carnaval e deixa um legado que jamais será esquecido.

“Lamentamos, pois Giró participou e das mais belas póginas que o carnaval escreveu. Sentimentos a familia Giró.” Lamenta o presidente da Liespa.

Descance em Paz Giró, baluarte do nosso carnaval!

A Embaixadores do Ritmo foi fundada em 11 de fevereiro de 1950, é uma das  mais antigas escolas de Porto Alegre Adolfo Giró, era uma das  principais figuras da Embaixadores ele foi porta-estandarte da escola de 1953 até 1959. Em  2009 a entidade anunciou mudanças em seu símbolo e cores, o tradicional bordô foi trocado pelo vermelho, devido a dificuldades de encontrar a quantidade necessária de tecido na cor antiga para confecção de fantasias,  ao símbolo da escola foram adicionados dois ursos polares. A escola está sobe o comando de Girozinho, filho de Adolfo Giró!


                                                                                           

Daniel Ribeiro

22 anos, estudante de administração gestão pública.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked. *