O Prefeito Sebastião Melo anuncia os nomes que assumem a Secretaria da Cultura de Porto Alegre RS

Gunter Axt é o Secretário da Cultura, e Clóvis André o Secretário Adjunto. Confira os currículos com as trajetórias dos dois novos gestores que conduzirão a pasta da cultura em Porto Alegre

Clóvis André da Silva possui trabalho expressivo junto ao segundo da cultura negra no estado. (Foto Divulgação)

Por Cultura MDB

Gunter Axt é historiador e gestor cultural. Nasceu em Porto Alegre em 1969. Em 1992 bacharelou-se em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, onde também defendeu mestrado, em 1995.

Doutorou-se em História Social pela Universidade de São Paulo – USP, em 2001. Desenvolveu pós-doutorado junto ao CPDOC da Fundação Getúlio Vargas – FGV entre 2005 e 2006. Em 2007, participou do Programme Courants da Maison de Cultures du Monde, em Paris. Em 2009 foi professor visitante na Université Denis Diderot, Paris VII, junto ao Institut de La Pensée Contemporaine.

Atuou como gestor cultural com foco na área do patrimônio, contribuindo na concepção e execução de diversos projetos de memória, dentre os quais os da Assembleia Legislativa do RS, do Poder Judiciário do RS, do Ministério Público do RS, do Tribunal Militar do RS, da Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul – Ajuris, da Escola Superior da Magistratura do RS, do Tribunal Federal da 4ª Região, do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (Santa Catarina), do Ministério Público de Santa Catarina, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, do Conselho da Justiça Federal, do Ministério Público Militar da União, da Associação do Ministério Público Militar e do Conselho Nacional do Ministério Público. Entre 2006 e 2008 integrou a curadoria do seminário internacional Fronteiras do Pensamento, que se realizou em Porto Alegre, em Salvador e em São Paulo. Entre 2010 e 2012 foi curador do Congresso de Jornalismo Cultural, promovido pela revista Cult, de São Paulo.

Entre 2012 e 2013 foi Professor do Mestrado em Memória Social e Bens Culturais do Unilasalle, Canoas/RS. É, desde 2012, pesquisador colaborador do PPG e Núcleo de Estudos Diversitas, da USP e editor da revista científica Interfaces Brasil-Canadá, chancelada com Qualis Capes A2. Tendo se especializado em História do Brasil República, Política, História do Direito e da Justiça e História Cultural do Brasil, publicou 74 livros, 51 artigos acadêmicos, 29 capítulos de livros e 160 artigos em jornais e em revistas, sobretudo na revista Voto e no jornal Zero Hora, de Porto Alegre, e na revista Cult e no jornal O Estado de São Paulo, de São Paulo. Seu livro mais importante, “Gênese do Estado Moderno no Rio Grande do Sul”, resultado de sua tese de doutorado, foi lançado na Feira do Livro de Porto Alegre de 2011, quando também foi indicado finalista do Prêmio Fato Literário. Seu livro “As Guerras dos Gaúchos” foi contemplado em 2009 com dois prêmios Açorianos de Literatura, oportunidade na qual o livro “Fronteiras do Pensamento: retratos de um mundo complexo” recebeu também uma menção honrosa.

Clóvis André Silva da Silva é produtor cultural. Nasceu em Santana do Livramento em 1976, e reside em Porto Alegre. É reconhecido no setor por seu expressivo trabalho com as culturas populares na Capital. Ao longo de sua trajetória vem atuando em diversas entidades da sociedade civil, e entre elas se destacam a Presidência do Conselho Deliberativo da Bambas da Orgia, a Vice-Presidência da Sociedade Beneficente e Cultural Floresta Aurora – clube social fundado em 1872, a Diretoria do Departamento de Pesquisa e Projetos Especiais da União das Entidades Carnavalescas do Grupo de Acesso de Porto Alegre – UECEGAPA e a Diretoria da Fundação Ulysses Guimarães, onde também atuou como mediador de inúmeros cursos em municípios do interior do Estado, como Gestão Pública, Cidadania, Políticas de Gênero, Políticas de Juventude e Formação Política.

Possui experiência executiva como Secretário Municipal do Gabinete de Políticas Públicas para o Povo Negro da Prefeitura de Porto Alegre, Diretor de Fomento e Promoção da Cultura Afro-Brasileira na Fundação Cultural Palmares – Secretaria Especial da Cultura/Ministério do Turismo, Assessor Técnico do Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore – IGTF e Coordenador de Culturas Populares da Secretaria de Estado da Cultura – SEDAC. Foi também Secretário Parlamentar na Câmara dos Deputados, Assessor Técnico da Cultura na Secretaria Estadual da Casa Civil, Assessor Parlamentar da Câmara Municipal de Vereadores de Porto Alegre e na Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul. Em órgãos colegiados integrou o Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre – CMC, o Conselho da Criança e do Adolescente, o Conselho Estadual de Cultura do Rio Grande do Sul – CEC RS, e os Conselhos Estadual e Municipal dos Direitos Humanos.

A Associação dos Escultores do Estado do Rio Grande do Sul – AEERGS deseja um bom trabalho ao Secretário Gunter Axt e ao Secretário Adjunto Clóvis André. Os desafios são enormes, e acreditamos que as experiências complementares dos dois novos gestores, aliadas a um permanente processo de diálogo entre o executivo e a sociedade civil, serão fundamentais para que possamos avançar, colocando em prática efetivas políticas públicas para a cultura em Porto Alegre.

Compartilhe

EXPLORE TAMBÉM

Voltar ao topo