Para marcar os 89 anos de Novo Hamburgo, Coletivo Independente Afro Juventude Hamburguense promove o encontro Trajetória Negra no Vale do Sinos

By / 2 anos ago / Cultura / No Comments

Imagem coletivo

Em abril de 2016 a cidade de Novo Hamburgo, Região Metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, celebra os 89 anos de sua emancipação da cidade de São Leopoldo. Sabe-se através de fontes históricas, que os primeiros imigrantes europeus, predominantemente alemães, começaram a ocupar o Vale do Sinos por volta do ano de 1924. Contudo, apesar de não ser fato amplamente debatido quando o assunto é a fundação dos municípios do Vale, onde localiza-se Novo Hamburgo, outros povos também contribuíram com a diversidade cultural ao longo de seus anos de existência. Entre estes povos estão os imigrantes de origem africana, oriundos da violenta diáspora da escravidão cujo Brasil se serviu por séculos.

Pensando justamente na contribuição do negro no processo de construção da cidade, o Coletivo Independente Afro Juventude Hamburguense, tem a honra de promover no próximo dia 9 de abril o encontro Trajetória Negra no Vale do Sinos. O evento, destinado a comunicadores, pesquisadores e comunidade, visa promover conhecimento e debater a situação histórica do negro nas cidades de colonização europeia.  Sem desmerecer a trajetória migratória das outras etnias,o encontro busca trazer reflexões sobre o papel do negro africano e seus descendentes no Sul do país e apontar soluções para a ausência de debates sobre a cultura negra na região.

As rodas de conversas da atividade versarão sobre as temáticas: “A Trajetória do Negro no Vale dos Sinos e Sua Participação na Construção do Município de Novo Hamburgo”  e “A representação do Negro no Sul do Brasil”. 

O evento Trajetória Negra no Vale do Sinos ocorre a partir das 12h na quadra da Escola de Samba da Sociedade Sport Clube Cruzeiro do Sul (Rua Osvaldo Cruz, 96, bairro Primavera, Novo Hamburgo), importante reduto negro e de resistência da cidade, fundado no início do século XX. São esperadas a presença de professores, estudantes, pesquisadores, sociedade civil e movimentos sociais. Na ocasião, também ocorrerá uma feira de afro-empreendedores com a presença de imigrantes senegaleses que hoje residem no município. Os participantes poderão fazer doações de livros e roupas que serão destinadas  a projetos sociais.

Sobre o coletivo Afro Juventude Hamburguense

Fundado por um grupo de jovens negros, militantes e comunicadores, o coletivo busca dar voz à população negra de Novo Hamburgo e região através de atividades que fomentem a reflexão sobre a verdadeira e atual situação do negro. Sem fins lucrativos e sem ligações político-partidárias, o coletivo se apresenta como possível ferramenta de empoderamento para esta etnia constantemente marginalizada pela sociedade. Nossa arma é o lápis e o papel, nosso objetivo é atingir o maior número de vozes de irmãos possível através da comunicação. Só seremos completos e satisfeitos quando todos os nossos viverem em uma cidade mais justa e igualitária.

Serviço

O quê: Evento Trajetória Negra no Vale do Sinos – debate sobre a contribuição do negro em cidades de colonização europeia

Onde: Escola de Samba da Sociedade Sport Clube Cruzeiro do Sul (Rua Osvaldo Cruz, 96, bairro Primavera, Novo Hamburgo)

Data: Sábado, 9 de abril, das 14h às 18h.

Programação:

Abertura e apresentação do Coletivo Independente Afro Juventude – 14 horas
Roda de Conversa – 14h30 àAS 15h30
“A Trajetória do Negro no Vale do Sinos e Sua Participação na Construção do Município”
Profª. Dra. Margarete Fagundes Nunes – Universidade Feevale
Profª. Dra. Magna Magalhães – Universidade Feevale
Fotógrafo e Ms. Leonardo Soares da Rosa
Mediação: Jornalista Thais Silveira
Roda de Conversa – 16h às 17h30
“A representação do Negro no Sul do Brasil”
Jornalista Renata Rodrigues Lopes Historiadora Priscila Pereira
Historiador Orson Soares
Historiadora Fernanda Oliveira
Mediação: Jornalista Thais Silveira
Encerramento – 18h
Performance musical Grupo Abayomi
Atividades Paralelas
*Tranças Afro
*Afroempreendedores
*Exposições
*Apresentações musicais

Daniel Ribeiro

22 anos, estudante de administração gestão pública.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked. *