Prêmio de Ações Afirmativas recebe sugestões de candidaturas

By / 3 meses ago / Brasil / No Comments
Troféu Luiza Helena Bairros premiará personalidades e entidades que se destacam na promoção da igualdade racial e fortalecimento das políticas de ações afirmativas
14bbc31d-82bf-4700-95a3-7d4f74e74ed5Nome do prêmio faz homenagem a Luiza Helena Bairros. (Foto: Elói Corrêa/AGECOM-GOVBA CCby2)

Da CAF/UFRGS

A Coordenadoria de Acompanhamento das Ações Afirmativas da UFRGS (CAF) recebe até o dia 15 de setembro sugestões da comunidade para candidaturas ao Prêmio Luiza Helena Bairros de Ações Afirmativas. O prêmio, que anualmente destaca os trabalhos do Salão UFRGS sobre a temática das ações afirmativas, nesta edição contempla também pessoas e entidades que promovem a igualdade racial e o fortalecimento das políticas nesta área. No ano que marca os 10 anos de aprovação das cotas na UFRGS, a comunidade é convidada a participar com indicações ao prêmio e votando nos candidatos.

Conforme o edital, nesta primeira etapa, a comunidade pode enviar sugestões de nomes de pessoas e de entidades que considerem merecedoras da distinção. As indicações podem ser feitas por movimentos sociais, órgãos públicos, organizações sociais e pela comunidade universitária da UFRGS, mediante preenchimento e envio do formulário anexo ao edital do prêmio. O Conselho Consultivo da CAF irá, então, definir, a partir destas indicações, a nominata de candidatos ao prêmio, e a escolha final será feita por votação popular pela internet.

O Troféu Luiza Helena Bairros será entregue ao vencedor de cada uma das três categorias do prêmio durante o salão UFRGS 2017. A categoria Destaque no Salão busca celebrar a importância da política de inclusão na Universidade, oportunizando a apresentação de trabalhos sobre o tema nos Salões de Ensino, Edufrgs, Extensão, Iniciação Científica e Pesquisa. As outras duas categorias, pessoa física e pessoa jurídica, têm o objetivo de destacar personalidades e entidades ligadas à promoção da inclusão social o ao enfrentamento ao racismo e incentivar a participação popular.

Daniel Ribeiro

22 anos, estudante de administração gestão pública.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked. *