Projeto sobre uso de animais em cultos religiosos será arquivado

Manifestantes pró-cultos afro comemoraram o resultado da votação (Foto: Mariana Carlesso)

Manifestantes pró-cultos afro comemoraram o resultado da votação (Foto: Mariana Carlesso)

 

Por Renato Chiappini Annes

Com 27 votos favoráveis e 14 contrários, a Assembleia Legislativa aprovou o parecer contrário da Comissão de Constituição e Justiça ao Projeto de Lei 21 2015, da deputada Regina Becker Fortunati (PDT), que visa à proibição de sacrifício de animais em cultos religiosos no Rio Grande do Sul. A partir desse resultado, o projeto será arquivado.

A apreciação do parecer ocorreu no início da Ordem do Dia da sessão plenária desta terça-feira (2). No espaço de discussão da matéria, o deputado Ibsen Pinheiro (PMDB) usou da tribuna para discorrer sobre a inviolabilidade do direito de consciência e de crenças no país e as previsões legais sobre os limites, o modo e as liturgias de qualquer natureza. Também usuaram da tribuna para debater a proposta e o parecer contrário os deputados Luiz Fernando Mainardi (PT), Sérgio Peres (PRB), Pedro Ruas (PSOL) e Manuela d’Ávila (PCdoB).

Fonte: Agência de Notícias AL/RS

 

Compartilhe

Voltar ao topo