Segunda edição do Festival Porongos vai reunir sete artes pretas em Porto Alegre

Sucesso em 2018, projeto volta à Capital gaúcha ainda maior, promovendo a história dos Lanceiros Negros e dando visibilidade à cultura negra

A cantora e compositora Pâmela Amaro é uma das destacadas atrações do festival. (Foto: Adriana Marchiori)

O Festival Porongos é um projeto residente do programa RS Criativo da Secretaria de Cultura do Estado, que  aflorou na cena porto-alegrense em setembro de 2018. Foi o primeiro festival de música negra da capital com foco em resgatar a luta dos Lanceiros Negros durante a Semana Farroupilha e fortalecer artistas locais. O evento contou com mais de 500 pessoas envolvidas e arrecadaram alimentos, materiais escolares e de higiene que foram doados para o projeto de educação étnico-social ORI INU.

Em 2019, a idealizadora Thaíse Machado e os produtores Paulo Neto e João Pedro Lopes, planejam para o feriado do dia 20 de setembro de 2019 uma programação completa que abrange as sete artes PRETAS: arquitetura, artes visuais, cinema, fotografia, teatro, literatura e claro a música, esta que foi a propulsora do Festival. O evento vai se realizar na Casa de Cultura Mario Quintana. 

Sobre a proposta do projeto

A arte, para população negra, sempre foi e será uma das principais ferramentas de combate ao racismo e de denunciar preconceitos. A partir disso, o Festival Porongos, nasce, em forma de manifesto, tornando presente e dando notoriedade à história dos Lanceiros Negros, que lutaram na Guerra Civil Farroupilha em troca de sua liberdade.

– Buscamos, por meio da cultura, disponibilizar o conhecimento sobre o massacre de corpos negros e desmistificar essa celebração em nosso Estado! Acreditamos que a arte possui papel político. Nossos corpos são políticos e, por meio dessas narrativas, propomos um evento que busca instigar o pensar sobre a comemoração desta data,  explica Thaise Machado. – A história de Cerro de Porongos necessita ser lembrada. O evento tem a função de colocar artistas negros como protagonistas principais, estando todas e todos convidados a prestigiar a cena local cultural, conclui.

A maioria das atividades é gratuita, mas para tornar possível a realização do Festival foi criada uma página de financiamento coletivo no Catarse, na qual, quem apoiar o projeto no site: www.catarse.me/festivalporongos poderá participar de atividades pagas como recompensa! Confira alguns artistas confirmados Pâmela Amaro, Coletivo Turmalina, Sôma, Poetas Vivos, Thiago Pirajira e Coletivo Macumba Lab.

Confira a programação completa no evento

https://web.facebook.com/events/660417397786484/ 

Patrocínio: Porto Carioca, El Xixo, AJURIS.

Apoio: Governo do Estado do Rio Grande do Sul, RS Criativo, Banrisul, Casa de Cultura Mario Quintana, Associação dos Amigos da Casa de Cultura Mario Quintana, Charlie Brownie, Poa na Rua, Grafrika, Samurai Negro, Banda Kalunga, Negras Plurais, Coletânea de Música Negra Contemporânea, Gengibre e Silvia Abreu Consultoria Integrada de Marketing.

 Serviço 

O quê: “II Edição do Festival Porongos”

Onde: Casa de Cultura Mario Quintana, Rua dos Andradas, 736, Centro Histórico, Porto Alegre

Quando: 20 de setembro de 2019, feriado, das 9h às 21h

Quanto: A partir de R$10,00 – aqui www.catarse.me/festivalporongos 

Contato: (51) 99203-2416 – Thaise Machado

Compartilhe

Voltar ao topo