Seminário de Dança Afro-brasileira do Rio Grande do Sul

fs-bloco-5_0002
O seminário de Dança Afro-brasileira do Ri Grande do Sul, é mais um espaço de aquilombamento de forças que pensam e fazem a dança Afro no Estado do sul. O objetiva deste encontro é o de fomentar espaços de debate, sistematização e divulgação de memórias sobre a dança negra, articular coletivos artísticos, grupos de dança, artistas independentes, estudiosos, pesquisadores independentes e interessados no tema.
Busca também potencializar o protagonismo de artistas e educadores negras (os) e não negros sensíveis a esta cultura, e que desenvolvem trabalhos artístico-pedagógico com conteúdos de matrizes africanas. 

Além disso, o seminário pretende discutir questões artísticas, políticas, históricas e pedagógicas pertinentes ao fazer e o saber dessas danças que se disseminaram por todo estado, presentes na história e na memória dançada, perceptível na tradição regional marcadamente gauchesca, que colaborou para a ampliação do acervo sobre a arte e história do negro no Rio Grande do Sul.
O fomentando e o resgate da memória ancestral, ampliará o interesse dessas experiências práticas em Dança Afro e contribuirá para a formação de professores de dança, arte-educadores e agentes culturais. Em cumprimento à Lei 10.639/2003, que institui o ensino da história e da cultura Afro-Brasileira e Africana nas escolas de 1º e 2º graus no Brasil.

O conceito de Motrizes Culturais será empregado para definir um conjunto de dinâmicas culturais utilizados na diáspora africana para recuperar comportamentos ancestrais africanos.

Programação
-10 de dezembro – Ponto de Cultura Africanamente
9h – Mesa de abertura com Baba Diba e Nina Fola
10h30 – Oficina Corpo Odara – com Manoel Luthiery (Santa Maria)
12h30 – Almoço
14h – Seminário teórico e oficina com a Doutouranda Raquel Silveira (Pelotas)
16h – Mesa: Realidades e Estratégias na Produção de Arte Negra no RS. Mediadora – Marta Nunes – (Santa Cruz do Sul)
17h30 – Oficina de Capoeira Angola – com Contramestre Guto (Porto Alegre)
11 de Dezembro – AfroSul Odomode 10h – Seminário Teórico e oficina com a Mestra Iara Deodoro (Porto Alegre)
12h – Almoço 

13h30 – Palestra proferida em vídeo-conferência – A história da Dança Afro Gaúcha – A visão atual da dança Afro Gaúcha no Estado e os caminhos para o Futuro – Mano Amaro (Pelotas/Bélgica)
14h – Oficina Corpo em Diáspora – com Rita Rosa (Porto Alegre)
16h – Oficina de Samba de Roda – com Maskote e Jane (POA e BA)

Investimento

– Todas as oficinas, mesas e seminários R$ 100,00- Oficina individual R$ 30,0

– Hospedagem solidária no Ponto de Cultura Africanamente

– Não está incluso no pacote às refeições

– A Mesa mediada por Marta Nunes, será aberta e gratuita
– Após efetuar o pagamento, envie um e-mail para a organização do evento, com o assunto e Comprovante de Inscrição, junte a esse mensagem o comprovante de depósito (fotografia, scaneado) deverá estar anexado. O e-mail da organização do evento: seminariodancaafrodors@gmail.com
Inscrições
Completo:
– 6 Oficinas de Dança Afro-Brasileira
– 2 Mesas de discussão
– 2 Palestras
Valor do investimento: R$ 100,00 (pode ser dividido em dois depósitos iguais de R$ 50,00)
Por oficina:
– 6 Opções de oficinas de Dança Afro. Todas ministradas por professores diferentes
Valor do investimento: R$ 30,00
Depósito
– Banco do Brasil
Conta Poupança: 35866-5
Agencia: 1484-2
Variação: 51
Em nome: Manoel Gildo Alves Neto
– Caixa Econômica
Agência: 0441
Operação: 013
Conta Poupança: 00010820-0
Em nome: Gabriela Souza da Rosa
Contatos
E-mail: seminariodancaafrodors@gmail.com
Cell/Whats: (51) 9504 4628 – Falar com Rita Rosa
Organização
Corpo Odara Produções – Manoel Luthiery
Arte Negra Expressão Contemporânea – Rita Rosa
Apoio
– Ponto de Cultura e Escola de Capoeira Angola Africanamente
– AfroSul Odomodê
– Holos Consultoria e Soluções
– PRE UFSM (Pro-Reitoria de Extensão/Universidade Federal de Santa Maria)
– Grupo Zimba Capoeira Angola
Maiores informações
Entre em contato com a organização do seminário.
Desde já desejamos um ótimo seminário a tod@s!
Que seja mais um espaço cheio de Asè, de compartilhamentos e de ancestralidades vivas em nossos corpos!

Compartilhe

Voltar ao topo