Sessão Solene destaca Semana da Consciência Negra

By / 2 anos ago / Geral / No Comments

206287_g

Por Renato Chiappini Annes, AL/RS, Da AN

Em Sessão Solene coordenada pela presidente Silvana Covatti (PP), a Assembleia Legislativa assinalou, nesta quarta-feira (16), a passagem da Semana da Consciência Negra e o Dia Estadual da Consciência Negra, comemorado na data de 20 de novembro. Na oportunidade, foram agraciados com a Medalha Zumbi dos Palmares e com o Troféu Deputado Carlos Santos representantes da comunidade negra que se destacaram nas áreas cultural, social, política, esportiva e religiosa.

Ao abrir os trabalhos, a presidente Silvana Covatti saudou a comunidade negra, destacando suas lutas contra o racismo e a discriminação, lembrando das desigualdades existentes ainda hoje, embora a comunidade negra componha 54% da população brasileira.

Em nome de suas bancadas, usaram da Tribuna para homenagearem a comunidade negra e parabenizar aos agraciados com o Troféu Deputado Carlos Santos e a Medalha Zumbi dos Palmares os deputados Valdeci Oliveira (PT), Juvir Costella (PMDB), João Fischer (PP), Ciro Simoni (PDT), Miki Breier (PSB), Manuela D’Ávila (PCdoB) e Pedro Ruas (PSol).

Troféu
Nesta sétima edição da Semana da Consciência Negra da Assembleia, receberam o Troféu Deputado Carlos Santos: o presidente da Federação Afro-Umbandista do Rio Grande do Sul (Fauers), Everton Alfonsin; o ativista do Movimento Negro, Clóvis André Silva da Silva; a professora Maria Deloi Cardoso; a assistente-social e ativista do Movimento Negro em Gravataí, Elisete Moretto; e a professora Luciana Custódio Rosa. A escolha dos homenageados é feita por uma comissão organizadora, formada por militantes do Movimento Negro e representantes das bancadas partidárias da Assembleia.

Medalha
Foram agraciados com a Medalha Zumbi dos Palmares: o educador social Vilnes Gonçalves Flores Júnior, na Categoria Cultural; a atendente de enfermagem aposentada Ana Aquino, na Categoria Social; Waleska Vasconcellos, que atua como Secretária de Mulheres da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, desde janeiro de 2013, na Categoria Política;  José Luis Ventura, ativista comunitário e desportista há mais de 30 anos, na Categoria Esportiva ,e Luiz Vergílio Batista da Rosa, bispo da Igreja Metodista do Brasil, bacharel em Teologia pela Universidade Metodista de São Paulo (FATEO), na Categoria Religiosa.

Presenças
Prestigiaram a solenidade, entre outras autoridades, representantes da comunidade negra, agraciados e convidados, a primeira-dama do Estado e secretária de Justiça e Direitos Humanos e de Políticas Sociais, Maria Helena Sartori, representando o governador José Ivo Sartori; o promotor de Justiça Júlio César de Melo, representando a Procuradoria-geral de Justiça; o defensor público Rogério Couto, representando a Defensoria Pública do Estado; a secretária municipal de Direitos Humanos, adjunta do povo Negro, Samanta Nunes da Silva, representando o prefeito José Fortunati; o vereador Delegado Cleiton, representando o Legislativo porto-alegrense; a presidente do Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra no RS, Marisa da Silva Santos, e o coordenador da Comissão Organizadora da 7ª Semana Estadual da Consciência Negra da Assembleia, Pedro Henrique Nunes Paiva.

Exposição
Às 17h30, como parte da programação de hoje (16) pela Semana da Consciência Negra, será realizada abertura de exposição fotográfica na Galeria dos Municípios, no hall de entrada do Palácio Farroupilha, intitulada “Luta, Conquistas e Desafios de Enfrentamento ao Racismo”.

Sarau
Ainda dentro da programação desta quarta-feira, acontece um Sarau Especial no Auditivo Dante Barone, com apresentação do espetáculo “O Feminino Sagrado – Um Olhar descendente da Mitologia Africana”, pelo Grupo Afro-Sul Odomodê.

Criado em 1974, em Porto Alegre, o Grupo Odomodê atua como movimento de luta, valorização e fortalecimento da cultura negra e do direito à livre expressão, com atividades de dança, música, moda e gastronomia, exprimindo a cultura afro-gaúcha. A recente montagem “O Feminino Sagrado” apresenta mulheres reais e situações do dia a dia, contadas por meio de lendas da mitologia africana. A partir das narrativas das orixás femininas (as Yabás), Oxum, Iansã, e Nanã, o espetáculo exibe diversas faces da resistência da mulher, necessárias na vida contemporânea.

A programação da semana prossegue amanhã (17) com o painel “Lutas, Conquistas e Desafios de Enfrentamento ao Racismo”, a partir das 19h, no Teatro Dante Barone.

Daniel Ribeiro

22 anos, estudante de administração gestão pública.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked. *