Show “Tantos” de Juraci Tavares em Porto Alegre

(Foto: Alonso/Divulgação)

No mês de novembro, o cantor e compositor baiano Juraci Tavares chega à Porto Alegre com o show Tantos acompanhado dos músicos Nem Cardoso (percussão) e Ruan de Souza (violão e diretor musical). O espetáculo musical acontecerá no dia 12 de novembro (terça feira), às 20 horas, no Teatro Bruno Kiefer. Essa atividade é uma realização do Sopapo Poético juntamente com a Casa de Cultura Mario Quintana.

O show contém canções autorais e dos Mestres Moacir Santos, Milton Nascimentos e de outros artistas expressivos da música brasileira, tais como: Gilberto Gil, Gerônimo Santana, Mateus Aleluia, Ubiratan Marques. O público será agraciado pela sonoridade da música negra que trazem na  raiz do seu trabalho o exercício diário do seu ativismo negro. Segundo Juraci Tavares o repertório foi ampliado para uma apresentação especial na capital gaúcha. “Estou me permitindo arriscar na escolha do repertório e isso tem me proporcionado o exercício na liberdade construída ao longo da minha formação humana e poética musical”, diz. De acordo com o cantor e compositor, ser humano são sujeitas e sujeitos transitórios, ou seja, não é sujeito pronto, acabado, estão sempre em fase de aprendizagem e considera essa passagem por Porto Alegre uma grande oportunidade de aprendizagem.

No ano 2016 Juraci Tavares foi homenageado pelo Sopapo Poético como artística convidado nacional, porem na ocasião apresentou apenas as suas poesias. Agora, em 2019, será a primeira vez que fará uma apresentação com músicos na cidade. Para o artista esse intercâmbio alimenta a alma e constrói uma evolução constante no ser humano. “A medida em que fui tomando consciência da construção da minha negritude comecei a ver nessas personalidades artística nossos aliados, parceiros e combatentes das lutas que nós negros empreendemos contra a porção escravocrata da sociedade brasileira além do aprendizado musical”, salienta Juraci Tavares.

Sobre a obra de Juraci Tavares 

Literato, professor, cantor, radialista, compositor, poeta Juraci Tavares traz no seu interior versos livres, reflexivos, inquietantes, olhar plural, históricos, educativos alicerçando a sua poesia musicada na liberdade e autonomia das palavras e dos sons atraentes pois são inquietantes e ao mesmo tempo leves e dançantes. Nos seus versos, encontra-se a indisibilidade da palavra sem se preocupar aonde as mesmas vão chegar. A sua sonoridade caminhante entrelaça caminho e caminhar se construindo ao mesmo tempo. Nela as inquietações, reflexões, olhares ancestrais-contemporâneos, sankofianos, educativos, antropológicos andam circularmente. Esses aspectos na obra de Juraci Tavares são andantes livres, garantindo a soltura da palavra. Caminhares e versos circulares cingem o passado e o presente, ancestralidade e contemporaneidade, num tempo único sem divisões com olhar filosófico, plural, rítmico afro brasileiro remetendo essa construção a olhares específicos e ao mesmo tempo capazes de abraçar os variados espectros humanos. No giro da roda, versos, palavras, cantos, poesias são umbilicais e provocadores, pois levam o seu ouvinte e leitor à busca incessante de respostas, levando-o para o seu interior, tirando-o do centro, inquietando-o e transformando-o em caminhante buscante. Os versos negro lindo é pleonasmo/negro lindo é exclusão/o negro lindo aí é dispensável/é exceção é contra mão confirmam a sua intenção artística quando provocam seu ouvinte e leitor a refletir sobre expressões excludentes marcadoras de espaços na sociedade brasileira.

Ficha Técnica

Direção Musical: Ruan de Souza

Voz e clarinete: Juraci Tavares

Percussão: Nem Cardoso

Violão: Ruan de Souza

Produção: Vera Lopes

Serviço

O Quê: “Show Tantos”

Onde: Teatro Bruno Kiefer da Casa de Cultura Mario Quintana, Rua dos Andradas, 736, Centro Histórico, Porto Alegre

Quando:12 de novembro de 2019, (terça feira), às 20h

Quanto: Entrada franca

Classificação Etária: Livre

Compartilhe

Voltar ao topo