Traficantes de drogas aterrorizam terreiros de Candomblé

WhatsApp-Image-2017-09-13-at-15.45.48

Por Ricardo, da CEN Brasil

Circulam, nas redes sociais, vídeos onde traficantes de drogas, armados, humilham e obrigam mães e pais de santo a destruírem seus templos sob ameaça de morte.

As cenas são fortes e causam indignação. Comunidades religiosas de todo o pais estão perplexas e já organizam um movimento de reação. Segundo fontes, um dos vídeos foi gravado na Ilha do Governador, no estado do Rio de Janeiro. O traficante que é tido como comandante supremo da região, teria dado a ordem para fechar e destruir os terreiros da região.

O Coletivo de Entidades Negras – CEN, já prepara uma campanha nacional em defesa do culto e das casas de Candomblé e Umbanda, em todo país.

Na próxima sexta feira, 15/09, uma reunião de emergência será realizada na sede da entidade, no Pelourinho, Salvador, para deliberar ações e traçar estratégias para combater a violência contra pais e mães de santo.

Marcos Rezende, coordenador nacional da entidade, aponta para o teor religioso dessas violências. O mesmo afirma que há uma influência de pastores evangélicos, que insuflam os traficantes contra as comunidades-terreiros e alerta para o que ele chama de provável guerra santa no Brasil.

“O momento requer atenção do Estado, somos de uma religião pacífica. Adoramos a natureza e respeitamos a diversidade religiosa, mas também sabemos lutar pela garantia de direitos e por fazer valer a Constituição e o Sistema Internacional de Direitos, do qual o Brasil é signatário. Não toleraremos a invasão de nossas casas. O Estado Brasileiro precisa responder, com a agilidade necessária, a fim de garantir a laicidade e o direito de professarmos a nossa fé”. Afirma.

Daniel Ribeiro

22 anos, estudante de administração gestão pública.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked. *