Troféu Conselho Estadual de Cultura do RS, é conferido a dois grupos de cultura negra em 2018

By / 4 meses ago / Cultura / No Comments

Grupo Maçambique de Osório comemoram na entrega do Troféu. (Foto: ACJ/Divulgação)

Da Redação

Na noite de terça-feira (03/07), foi realizada a entrega do Troféu Conselho Estadual de Cultura do Rio Grande do Sul (CEC-RS), homenageando agentes e instituições culturais que desempenharam relevante papel para o desenvolvimento e promoção do setor  no estado. Dentre os premiados estão dois grupos de cultura negra. O Grupo Alabê Ôni recebeu troféu de Reconhecimento pela Trajetória, pela realização do documentário “Mestre Borel (Walter Calixto Ferreira,1926-2011): a ancestralidade negra em Porto Alegre”, que serviu de referência para o trabalho musical com o título O Berço do Batuque no RS: Mestre Borel – Toques e Cantos da Nação Oyó-Ijexá, CD recentemente lançado. O Grupo Maçambique de Osório recebeu o troféu na categoria Tradição e Folclore, por ser o único grupo remanescente  da tradição de congadas no estado, trazida por escravizados africanos que chegaram pelo litoral sul. Estiveram presentes à cerimônia a Rainha Ginga Francisca Dias (Preta), o Rei Congo João Batista Rodrigues, alguns participantes do grupo e autoridades do município.

Os ritmos inspirados no batuque deram o prêmio ao Alabe Ôni. (Foto: Divulgação) 

Durante a abertura, André Kryszczun , representando a Secretaria de Estado da Cultura do RS no evento,  destacou a importância da ação do Conselho. “Quem está aqui hoje trabalhou pela cultura e merece este reconhecimento do Conselho”, reforçou, lembrando que a união de todas as áreas sempre irá fortalecer o setor.

O evento aconteceu no Foyer do Theatro São Pedro, com a presença de autoridades e representantes da área cultural. O troféu é de autoria do escultor Vinicius Vieira.

Daniel Ribeiro

22 anos, estudante de administração gestão pública.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked. *