UFRGS lança site sobre a escritora negra pelotense Helena do Sul

A data foi escolhida pois, em 4 de setembro, a escritora afro-gaúcha Maria Helena Vargas da Silveira (Helena do Sul) completaria 80 anos

A escritora afro-riograndense Maria Helena Vargas da Silveira. (Foto: Arquivo pessoal/Fábio Gonçalves)

Da UFRGS

O projeto de extensão “Maria Helena Vargas da Silveira: escritora das gentes negras do Sul” lança nesta sexta-feira, 4 de setembro, o site www.ufrgs.br/helenadosul. A atividade é realizada na UFRGS em parceria com a Universidade Federal do Pampa (Unipampa) e foi desenvolvida pela estudante do curso de Jornalismo (Fabico/UFRGS), Melany Pereira, sob orientação das professoras Fernanda Oliveira (Departamento de História/UFRGS) e Sátira Pereira Machado (Unipampa). A data foi escolhida pois, em 4 de setembro, a escritora afro-gaúcha Maria Helena Vargas da Silveira (Helena do Sul) completaria 80 anos.

Do projeto será gerado, em 2021, um Massive Open Online Course (MOOC) que fará parte do catálogo do Lúmina: a plataforma de cursos online, abertos e gratuitos da UFRGS. O objetivo é introduzir e tornar a vida, a obra e o pensamento da escritora conhecidos pelas comunidades interna e externa à Universidade.

O MOOC sobre Maria Helena Vargas da Silveira se somará ao curso online “Oliveira Silveira: poeta da consciência negra brasileira”, ofertado pela UFRGS e Unipampa na modalidade EaD, disponível em https://lumina.ufrgs.br/.

Confira o site acessando www.ufrgs.br/helenadosul. Mais informações poderão ser obtidas pelo e-mail helenadosulcursomooc@gmail.com.

Sobre Helena do Sul

Helena do Sul (Maria Helena Vargas da Silveira/1940-2009) foi uma escritora nascida na cidade de Pelotas (RS). Oriunda de uma família negra, filha de uma costureira e de um motorista, era neta do cronista e poeta Armando Vargas, um dos articulistas do jornal “A Alvorada”.

Esse periódico fez parte da histórica Imprensa Negra Brasileira, consolidando-se como o jornal de maior circulação na América do Sul, nesta categoria. Entre os anos 1980 e 2000, teve 11 livros publicados com temáticas voltadas às questões da negritude.

Veja vídeo:

Compartilhe

EXPLORE TAMBÉM

Voltar ao topo