Qual a diferença entre o charme e o funk?

image003

Qual a diferença entre o charme e o funk? É um trabalho sensorial inspirado na “arqueologia pessoal” dos sete atores negros criadores, na qual o exercício da memória à busca de relíquias de si se fez presente para dar corpo ao espetáculo. Um resgate daquilo que está dentro de cada um, daquilo que faz ser: identidades. É a dança entre o jovem negro e suas lembranças, pois falar das memórias é também sacralizá-las, encontrando um espaço para que elas possam ser recontadas de inúmeras formas, cores, sons. O espetáculo dá vasão e contextualiza, a partir de cenas autônomas, o movimento de uma juventude considerada “geração da esperança”, que anseia falar de sua cultura, sua arte, seu corpo, seu cabelo e sua dança. Anseia mostrar que também ri, brinca, canta, ama, se relaciona, existe!

Histórico do grupo

PRETAGO dá nome ao encontro de jovens artistas negros que têm nos discursos sobre juventude negra, negritude, africanidade, brasilidade e cultura afro-brasileira a inspiração para suas criações. Em suas obras atenta-se também o desejo da arte como enfrentamento político-social. O grupo, que surgiu no Departamento de Arte Dramática da UFRGS, teve “Qual a diferença entre o charme e o funk?” como primeiro espetáculo, com estreia em dezembro de 2014. Em dezembro de 2015 estreia a segunda criação, AfroMe, um cabaré/sarau que narra reflexões acerca de “um Brasil-África”. Ambos os trabalhos surgiram como resultado de disciplinas do currículo universitário e hoje seguem carreira profissional e independente.

Ficha técnica

Direção – Thiago Pirajira. Orientação artística – Celina Alcântara. Dramaturgia original – Bruno Cardoso, Bruno Fernandes, Camila Falcão, Kyky Rodrigues, Laura Lima, Manuela Miranda, Silvana Rodrigues e Thiago Pirajira. Elenco – Bruno Cardoso, Bruno Fernandes, Camila Falcão, Kyky Rodrigues, Laura Lima, Manuela Miranda e Silvana Rodrigues. Trilha Sonora – João Pedro Cé. Músicos – João Pedro Cé e Duda Cunha. Figurino – Mari Falcão. Criação de luz – Guto Greca. Operação de luz – Thais Andrade. Fotografia – Andre Reali Olmos. Produção – Bruno Fernandes, Camila Falcão, Laura Lima, Mari Falcão e Thiago Pirajira.

Data: 16/05

Local: Teatro do Sesc Centro (Av. Alberto Bins, 665)

Horário: 17h e 20h
Teatro Adulto
Classificação etária: 14 anos
Duração: 70 min

Ingressos

R$ 10 comerciários e dependentes com Cartão Sesc/Senac, estudantes, classe artística

e idosos (mediante identificação formal); R$ 15 empresários

e dependentes com Cartão Sesc/Senac; e R$ 20 para o público em geral.

Fonte: Palco Giratório SESC

Compartilhe

Voltar ao topo